...

Central de atendimento ao Técnico

0800 016 1515

Generic selectors
Somente resultados exatos
Buscar em títulos
Buscar no conteúdo
Post Type Selectors

CONHEÇA O CRT DA SUA REGIÃO:

Plenário do CFT aprova resolução que beneficia técnicos industriais

Profissionais registrados no Sistema CFT/CRTs poderão assumir a responsabilidade técnica de até cinco empresas, incluindo a sua própria pessoa jurídica.

 

O Plenário do Conselho Federal dos Técnicos Industriais (CFT) aprovou proposta que amplia o campo de atuação dos profissionais registrados no Sistema CFT/CRTs. A minuta de resolução apreciada nesta quarta-feira (5), durante a 22ª Sessão Plenária Extraordinária, altera a redação da Resolução 053/2019 e destaca que cada profissional pode assumir a responsabilidade técnica de até cinco empresas, incluindo a sua própria pessoa jurídica. A normativa entre em vigor a partir da sua publicação.

Antes de ser aprovado pelo Plenário o documento passou pela análise no âmbito das comissões internas e foi amplamente discutido pelos 27 conselheiros que integram o colegiado federal. As considerações fortaleceram os objetivos da proposição elaborada pela Diretoria Executiva do CFT, que além de contemplar novas oportunidades de trabalho, coloca o conhecimento técnico à disposição da sociedade e serviço do desenvolvimento social e econômico da Nação.

O presidente Solomar Rockembach, destaca que o Plenário do CFT foi sensível em aprovar a proposta que beneficia milhares de profissionais de todo o Brasil. “A partir desta resolução o CFT atende uma reivindicação de milhares de profissionais registrados no Sistema CFT/CRTs, especialmente àqueles que atuam como agentes do desenvolvimento e que a partir desta normativa, poderão ampliar o número de empreendimentos sob a sua responsabilidade técnica”, finaliza.

Últimas notícias

CFT capacita equipes de fiscalização do CRT-03

Projeto itinerante desenvolvido pela Diretoria de Fiscalização e Normas do CFT, treina equipes do regional que abrange os estados de Alagoas, Paraíba, Pernambuco e Sergipe.
Ler mais...

CFT terá expediente especial durante jogos da Seleção Brasileira

Portaria emitida pela presidência da autarquia federal acompanha orientação do Ministério da Economia e estabelece horários especiais de atendimento nos dias de jogos do Brasil…
Ler mais...

CFT implementa ferramenta para aperfeiçoar análise de TRTs

Nova funcionalidade permite que equipes de fiscais acompanhem o estágio de análise dos Termos de Responsabilidade Técnica (TRT) no Sistema de Informação dos Conselhos dos…
Ler mais...

Plenário do CFT aprova resolução que beneficia técnicos industriais

Profissionais registrados no Sistema CFT/CRTs poderão assumir a responsabilidade técnica de até cinco empresas, incluindo a sua própria pessoa jurídica.

 

O Plenário do Conselho Federal dos Técnicos Industriais (CFT) aprovou proposta que amplia o campo de atuação dos profissionais registrados no Sistema CFT/CRTs. A minuta de resolução apreciada nesta quarta-feira (5), durante a 22ª Sessão Plenária Extraordinária, altera a redação da Resolução 053/2019 e destaca que cada profissional pode assumir a responsabilidade técnica de até cinco empresas, incluindo a sua própria pessoa jurídica. A normativa entre em vigor a partir da sua publicação.

Antes de ser aprovado pelo Plenário o documento passou pela análise no âmbito das comissões internas e foi amplamente discutido pelos 27 conselheiros que integram o colegiado federal. As considerações fortaleceram os objetivos da proposição elaborada pela Diretoria Executiva do CFT, que além de contemplar novas oportunidades de trabalho, coloca o conhecimento técnico à disposição da sociedade e serviço do desenvolvimento social e econômico da Nação.

O presidente Solomar Rockembach, destaca que o Plenário do CFT foi sensível em aprovar a proposta que beneficia milhares de profissionais de todo o Brasil. “A partir desta resolução o CFT atende uma reivindicação de milhares de profissionais registrados no Sistema CFT/CRTs, especialmente àqueles que atuam como agentes do desenvolvimento e que a partir desta normativa, poderão ampliar o número de empreendimentos sob a sua responsabilidade técnica”, finaliza.