...

Central de atendimento ao Técnico

0800 016 1515

Generic selectors
Somente resultados exatos
Buscar em títulos
Buscar no conteúdo
Post Type Selectors

CONHEÇA O CRT DA SUA REGIÃO:

Atribuições do Técnico em Trânsito são definidas pelo CFT

Resolução do Conselho Federal dos Técnicos Industriais, publicada no Diário Oficial da União, estabelece que o profissional técnico habilitado pode elaborar estudos e executar projetos ligados ao tráfego de veículos, pedestres e animais em vias urbanas e rurais.

Resolução aprovada pelo Plenário do Conselho Federal dos Técnicos Industriais (CFT) define as atribuições do profissional Técnico em Trânsito. A normativa da autarquia federal estabelece ainda as prerrogativas, os campos de atuação e assegura o exercício da função de perito nas áreas pública e privada. A Resolução nº 169 foi publicada na edição desta terça-feira (25) do Diário Oficial da União, e já está em vigor.

Atribuições e campo de atuação

Entre as atribuições do profissional Técnico em Trânsito está o planejamento operacional do tráfego de veículos, pedestres e animais. A resolução do CFT orienta que os estudos e projetos sejam elaborados com base no Código de Trânsito Brasileiro e que os procedimentos de gestão, fiscalização e operação do trânsito, contemplem as diretrizes propostas pela Política Nacional de Trânsito e do Programa Nacional de Trânsito. As obrigações dos Técnicos em Trânsito também abrangem aspectos ligados à educação, segurança e controle da circulação em vias urbanas e rurais.

No campo de atuação os técnicos industriais podem planejar, executar, dirigir e inspecionar projetos condizentes com a sua formação e especialidade. A pesquisa tecnológica, a  assistência técnica, emissão de laudos e de responsabilidade técnica também estão previstos na resolução.

Para a realização de todas as atividades previstas na resolução o profissional deverá emitir o Termo de Responsabilidade Técnica (TRT).

ATRIBUIÇÕES

  • Planejar com base no Código de Trânsito Brasileiro a operacionalização do tráfego de veículos, pedestres e de animais;
  • Executar procedimentos de gestão, fiscalização, operação do trânsito e implantar as medidas da Política Nacional de Trânsito e do Programa Nacional de Trânsito;
  • Promover a educação, a segurança do trânsito e trabalhar em conjunto com o Departamento de Educação para o Trânsito, na realização de palestras e atividades educativas;
  • Organizar e supervisionar a operação do tráfego urbano e rural;
  • Estabelecer o controle da manutenção de equipamentos de tráfego, o monitoramento do trânsito e das vias públicas urbanas e rurais;
  • Supervisionar o cumprimento da legislação referente ao trânsito de veículos;
  • Realizar pesquisas e tratamentos estatísticos de tráfego;
  • Fazer estudos e implantar melhorias para o trânsito nas vias rurais, nas cidades e em regiões metropolitanas;
  • Operar e manter o sistema de sinalização e os equipamentos de controle viário;
  • Propor alternativas e soluções aos problemas de trânsito;
  • Propor a utilização de sinalização de emergência e/ou medidas de reorientação do trânsito, em casos de acidentes de quaisquer naturezas e modificações temporárias da circulação;
  • Promover a retirada de qualquer elemento que prejudique a visibilidade ou que possa gerar transtornos à sinalização viária, ou que venha obstruir ou interromper a livre
  • circulação ou comprometer a segurança do trânsito;
  • Dar suporte em casos de acidentes ou na realização de eventos que necessitem de ordenamento;
  • Aplicar as normas técnicas relativas aos respectivos processos de trabalho relacionadas à qualidade, segurança, meio ambiente e saúde;
  • Elaborar manuais técnicos e de boas práticas;
  • Emitir laudos técnicos e fazer vistorias dentro de suas atribuições técnicas;
  • Ministrar disciplinas técnicas de sua especialidade.

 

CAMPOS DE ATUAÇÃO

  • Gerenciar, supervisionar, conduzir, dirigir, inspecionar, planejar e executar os trabalhos de sua especialidade;
  • Prestar assistência técnica no estudo e desenvolvimento de projeto e pesquisa tecnológica;
  • Responsabilizar-se pela coordenação, planejamento, programação e supervisão da execução de serviços técnicos;
  • Atuar na elaboração e execução de projetos compatíveis com sua formação.

Últimas notícias

CFT capacita equipes de fiscalização do CRT-03

Projeto itinerante desenvolvido pela Diretoria de Fiscalização e Normas do CFT, treina equipes do regional que abrange os estados de Alagoas, Paraíba, Pernambuco e Sergipe.
Ler mais...

CFT terá expediente especial durante jogos da Seleção Brasileira

Portaria emitida pela presidência da autarquia federal acompanha orientação do Ministério da Economia e estabelece horários especiais de atendimento nos dias de jogos do Brasil…
Ler mais...

CFT implementa ferramenta para aperfeiçoar análise de TRTs

Nova funcionalidade permite que equipes de fiscais acompanhem o estágio de análise dos Termos de Responsabilidade Técnica (TRT) no Sistema de Informação dos Conselhos dos…
Ler mais...

Atribuições do Técnico em Trânsito são definidas pelo CFT

Resolução do Conselho Federal dos Técnicos Industriais, publicada no Diário Oficial da União, estabelece que o profissional técnico habilitado pode elaborar estudos e executar projetos ligados ao tráfego de veículos, pedestres e animais em vias urbanas e rurais.

Resolução aprovada pelo Plenário do Conselho Federal dos Técnicos Industriais (CFT) define as atribuições do profissional Técnico em Trânsito. A normativa da autarquia federal estabelece ainda as prerrogativas, os campos de atuação e assegura o exercício da função de perito nas áreas pública e privada. A Resolução nº 169 foi publicada na edição desta terça-feira (25) do Diário Oficial da União, e já está em vigor.

Atribuições e campo de atuação

Entre as atribuições do profissional Técnico em Trânsito está o planejamento operacional do tráfego de veículos, pedestres e animais. A resolução do CFT orienta que os estudos e projetos sejam elaborados com base no Código de Trânsito Brasileiro e que os procedimentos de gestão, fiscalização e operação do trânsito, contemplem as diretrizes propostas pela Política Nacional de Trânsito e do Programa Nacional de Trânsito. As obrigações dos Técnicos em Trânsito também abrangem aspectos ligados à educação, segurança e controle da circulação em vias urbanas e rurais.

No campo de atuação os técnicos industriais podem planejar, executar, dirigir e inspecionar projetos condizentes com a sua formação e especialidade. A pesquisa tecnológica, a  assistência técnica, emissão de laudos e de responsabilidade técnica também estão previstos na resolução.

Para a realização de todas as atividades previstas na resolução o profissional deverá emitir o Termo de Responsabilidade Técnica (TRT).

ATRIBUIÇÕES

  • Planejar com base no Código de Trânsito Brasileiro a operacionalização do tráfego de veículos, pedestres e de animais;
  • Executar procedimentos de gestão, fiscalização, operação do trânsito e implantar as medidas da Política Nacional de Trânsito e do Programa Nacional de Trânsito;
  • Promover a educação, a segurança do trânsito e trabalhar em conjunto com o Departamento de Educação para o Trânsito, na realização de palestras e atividades educativas;
  • Organizar e supervisionar a operação do tráfego urbano e rural;
  • Estabelecer o controle da manutenção de equipamentos de tráfego, o monitoramento do trânsito e das vias públicas urbanas e rurais;
  • Supervisionar o cumprimento da legislação referente ao trânsito de veículos;
  • Realizar pesquisas e tratamentos estatísticos de tráfego;
  • Fazer estudos e implantar melhorias para o trânsito nas vias rurais, nas cidades e em regiões metropolitanas;
  • Operar e manter o sistema de sinalização e os equipamentos de controle viário;
  • Propor alternativas e soluções aos problemas de trânsito;
  • Propor a utilização de sinalização de emergência e/ou medidas de reorientação do trânsito, em casos de acidentes de quaisquer naturezas e modificações temporárias da circulação;
  • Promover a retirada de qualquer elemento que prejudique a visibilidade ou que possa gerar transtornos à sinalização viária, ou que venha obstruir ou interromper a livre
  • circulação ou comprometer a segurança do trânsito;
  • Dar suporte em casos de acidentes ou na realização de eventos que necessitem de ordenamento;
  • Aplicar as normas técnicas relativas aos respectivos processos de trabalho relacionadas à qualidade, segurança, meio ambiente e saúde;
  • Elaborar manuais técnicos e de boas práticas;
  • Emitir laudos técnicos e fazer vistorias dentro de suas atribuições técnicas;
  • Ministrar disciplinas técnicas de sua especialidade.

 

CAMPOS DE ATUAÇÃO

  • Gerenciar, supervisionar, conduzir, dirigir, inspecionar, planejar e executar os trabalhos de sua especialidade;
  • Prestar assistência técnica no estudo e desenvolvimento de projeto e pesquisa tecnológica;
  • Responsabilizar-se pela coordenação, planejamento, programação e supervisão da execução de serviços técnicos;
  • Atuar na elaboração e execução de projetos compatíveis com sua formação.