...

Central de atendimento ao Técnico

0800 016 1515

Generic selectors
Somente resultados exatos
Buscar em títulos
Buscar no conteúdo
Post Type Selectors

CONHEÇA O CRT DA SUA REGIÃO:

Ensino técnico pauta audiência no Ministério da Educação

Especialização técnica de nível médio e certificação por competência foram discutidas em reunião realizada na Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec)

Questões ligadas ao ensino técnico profissionalizante foram discutidas por representantes do Conselho Dederal dos Técnicos Industriais (CFT) em audiência no Ministério da Educação (MEC). Em reunião com o secretário de Educação Profissional e Tecnológica (Setec), Tomás Dias Sant’Ana, o coordenador da Junta Governativa do CFT, Wilson Wanderlei Vieira, buscou informações sobre as diretrizes do MEC relacionadas à especialização técnica de nível médio e certificação por competência nas áreas das profissões regulamentadas pelo Decreto nº 90.922/1985

No encontro que contou com a presença do presidente regional CRT-02, João Batista Souza e da coordenadora da Comissão de Registro e Fiscalização do CFT, Telga Stephany da Silva, Wilson Wanderlei Vieira ressaltou o trabalho realizado pelo CFT, voltado ao reconhecimento e valorização da profissão industrial. Pontuou também que a formação técnica regulamentada pelo Ministério da Educação é requisito básico para obtenção do registro profissional junto ao Sistema CFT/CRTs, assim como para emissão dos Termos de Responsabilidade Técnica (TRTs), exigidos na elaboração de estudos ou execução de serviços e projetos.

O titular da Setec, ao lado da diretora de Políticas e Regulação da Educação Profissional e Tecnológica do MEC, Joelma Kremer, ouviu os relatos e providenciou encaminhamentos. Tomás Dias Sant’Ana reconheceu o CFT autarquia federal com função regulamentadora e fiscalizadora da profissão técnica industrial. Tomás Dias Sant’Ana solicitou a formalização de posicionamento do CFT em relação aos temas abordados. O objetivo, segundo o secretário, é alinhar as normas, diretrizes e requisitos que fundamentam a especialização pós-técnica, assim como a certificação por competência.

Últimas notícias

Foz do Iguaçu sedia última reunião do ano do Fórum de Presidentes

Encontro não-deliberativo, promovido pelo Conselho Federal dos Técnicos Industriais (CFT), foi realizado na cidade localizada na região Sudoeste estado Paraná e contou com a presença…
Ler mais...

Novos funcionários são recebidos pela Diretoria Executiva do CFT

Aprovados em processo seletivo público estão sendo gradualmente incorporados à estrutura humana da autarquia federal.
Ler mais...

Diretoria reforça compromisso com o fortalecimento do Sistema CFT/CRTs

Metas da gestão 2022/2026 foram reafirmadas na abertura da 23ª Sessão Plenária do Conselho Regional dos Técnicos Industriais da 1ª Região (CRT-01). Reunião ordinária do…
Ler mais...

Ensino técnico pauta audiência no Ministério da Educação

Especialização técnica de nível médio e certificação por competência foram discutidas em reunião realizada na Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec)

Questões ligadas ao ensino técnico profissionalizante foram discutidas por representantes do Conselho Dederal dos Técnicos Industriais (CFT) em audiência no Ministério da Educação (MEC). Em reunião com o secretário de Educação Profissional e Tecnológica (Setec), Tomás Dias Sant’Ana, o coordenador da Junta Governativa do CFT, Wilson Wanderlei Vieira, buscou informações sobre as diretrizes do MEC relacionadas à especialização técnica de nível médio e certificação por competência nas áreas das profissões regulamentadas pelo Decreto nº 90.922/1985

No encontro que contou com a presença do presidente regional CRT-02, João Batista Souza e da coordenadora da Comissão de Registro e Fiscalização do CFT, Telga Stephany da Silva, Wilson Wanderlei Vieira ressaltou o trabalho realizado pelo CFT, voltado ao reconhecimento e valorização da profissão industrial. Pontuou também que a formação técnica regulamentada pelo Ministério da Educação é requisito básico para obtenção do registro profissional junto ao Sistema CFT/CRTs, assim como para emissão dos Termos de Responsabilidade Técnica (TRTs), exigidos na elaboração de estudos ou execução de serviços e projetos.

O titular da Setec, ao lado da diretora de Políticas e Regulação da Educação Profissional e Tecnológica do MEC, Joelma Kremer, ouviu os relatos e providenciou encaminhamentos. Tomás Dias Sant’Ana reconheceu o CFT autarquia federal com função regulamentadora e fiscalizadora da profissão técnica industrial. Tomás Dias Sant’Ana solicitou a formalização de posicionamento do CFT em relação aos temas abordados. O objetivo, segundo o secretário, é alinhar as normas, diretrizes e requisitos que fundamentam a especialização pós-técnica, assim como a certificação por competência.