...

Central de atendimento ao Técnico

0800 016 1515

Generic selectors
Somente resultados exatos
Buscar em títulos
Buscar no conteúdo
Post Type Selectors

CONHEÇA O CRT DA SUA REGIÃO:

Resolução define atribuições dos técnicos industriais em Sistemas a Gás

Normativa do Conselho Federal dos Técnicos (CFT) esclarece ainda os campos de atuação e as prerrogativas dos técnicos industriais que podem elaborar estudos, executar projetos e prestar serviços nas áreas pública e privada.

O Conselho Federal dos Técnicos Industriais (CFT) publicou normativa que define as atribuições dos profissionais habilitados na modalidade técnica Sistemas a Gás. A Resolução nº 202/2022, esclarece ainda os campos de atuação e as prerrogativas dos técnicos industriais que podem elaborar estudos, executar projetos e prestar serviços nas áreas pública e privada. Entre as atividades desempenhadas por estes técnicos estão a extração, canalização e o transporte do Gás Natural (GN) e o Gás Liquefeito de Petróleo (GLP),

A importância desta resolução do CFT está atrelada ao crescimento do setor de gás combustível no Brasil. Estudo da Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás), revela que o consumo deste produto utilizado nos setores industrial, comercial e residencial, aumentou aproximadamente 40%, em 2021. Outro indicador, do Ministério de Minas e Energia, aponta que a extração do GLP deverá crescer mais de 70%, até 2031.

“Com esta nova resolução o CFT contribui com o desenvolvimento social e econômico do País, pois, além de esclarecer a legislação, mostra para o mercado que existem técnicos industriais competentes e fiscalizados por este conselho de classe que representa mais de 672 mil técnicos industriais em todo o Brasil.  Nossa resolução valoriza os profissionais habilitados no Sistema CFT/CRTs e protege a sociedade, especialmente nesta modalidade em que os conhecimentos prático e teórico são indispensáveis para os setores produtivos e na proteção à vida humana”, ressalta o presidente do CFT, Solomar Rockembach.

Sobre a Resolução nº 202/2022

A normativa foi elaborada levando em consideração os Decretos nº 90.922/1985 e 4.560/2002, assim como a Lei nº 5.524/1968, normas federais que dispõe sobre o exercício profissional do Técnico Industrial sem fazer menção específica ao profissional da modalidade Sistemas a Gás. A nova resolução proporciona mais um amparo para os profissionais que prestam seus serviços e protege a sociedade.

Atuação

Os técnicos industriais habilitados em Sistemas a Gás têm ampla área de atuação na economia brasileira. Um exemplo é a elaboração de projetos e instalação de tubulações de gás prediais, como as que fornecem gás de cozinha para uso industrial, comercial e residencial através de tubulações externas. O mesmo profissional também tem competência para atuar junto a empresas operadoras de campos de petróleo, contribuindo para a extração, transporte e armazenamento do GLP, tradicionalmente comercializado em botijões que substituem o gás canalizado nos pontos onde não há rede disponível.

Competências
– Realizar instalação, operação, montagem e manutenção de equipamentos de sistemas de gases combustíveis e utilidades industriais.
– Coordenar processos de utilização de equipamentos, soldagem de tubulação de polietileno, acessórios de sistemas de combustão a gás.
Coordenar manutenção, produção, transporte, distribuição e entrega de gás natural e gás liquefeito de petróleo.
– Identificar problemas e buscar soluções de geração, transmissão e distribuição de gás.
– Projetar instalações prediais de gás e de conversão entre equipamentos, além de realizar a manutenção destes sistemas atendendo às normas e aos padrões técnicos de qualidade, saúde e segurança e de meio ambiente.

Termo de Responsabilidade Técnica

Na elaboração de estudos, execução de projetos ou prestação de serviços na área de Sistema a Gás, os técnicos industriais devem emitir o Termo de Responsabilidade Técnica (TRT). O documento disponível no Sistema de Informação dos Conselhos dos Técnicos Industriais (Sinceti), é a comprovação que o profissional está registrado no Sistema CFT/CRTs, respondendo civil e criminalmente pelos atos praticados no exercício da profissão, regulamentada por leis e decretos federais.

Texto: João Vitor Galvão

Edição e revisão: Antonio Grzybowski

*com informações do CFT

Últimas notícias

TRT-Solidário beneficia municípios do Espírito Santo

Normativa do Conselho Federal dos Técnicos Industriais isenta profissionais habilitados que prestam serviço voluntário nas localidades atingidas por enchentes
Ler mais...

Diretoria do CFT prestigia posse na Câmara dos Deputados

Além de cumprimentar os novos membros do parlamento federal dirigentes do Conselho federal dos Técnicos Industriais iniciaram processo de articulação politica junto ao Congresso Nacional
Ler mais...

CFT promove capacitação sobre a implantação da nova lei de licitações

Curso a respeito da Lei 14.133/2021, que rege os processos licitatórios, tem a finalidade de aprimorar os serviços prestados pelo conselho de classe aos técnicos…
Ler mais...

Resolução define atribuições dos técnicos industriais em Sistemas a Gás

Normativa do Conselho Federal dos Técnicos (CFT) esclarece ainda os campos de atuação e as prerrogativas dos técnicos industriais que podem elaborar estudos, executar projetos e prestar serviços nas áreas pública e privada.

O Conselho Federal dos Técnicos Industriais (CFT) publicou normativa que define as atribuições dos profissionais habilitados na modalidade técnica Sistemas a Gás. A Resolução nº 202/2022, esclarece ainda os campos de atuação e as prerrogativas dos técnicos industriais que podem elaborar estudos, executar projetos e prestar serviços nas áreas pública e privada. Entre as atividades desempenhadas por estes técnicos estão a extração, canalização e o transporte do Gás Natural (GN) e o Gás Liquefeito de Petróleo (GLP),

A importância desta resolução do CFT está atrelada ao crescimento do setor de gás combustível no Brasil. Estudo da Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás), revela que o consumo deste produto utilizado nos setores industrial, comercial e residencial, aumentou aproximadamente 40%, em 2021. Outro indicador, do Ministério de Minas e Energia, aponta que a extração do GLP deverá crescer mais de 70%, até 2031.

“Com esta nova resolução o CFT contribui com o desenvolvimento social e econômico do País, pois, além de esclarecer a legislação, mostra para o mercado que existem técnicos industriais competentes e fiscalizados por este conselho de classe que representa mais de 672 mil técnicos industriais em todo o Brasil.  Nossa resolução valoriza os profissionais habilitados no Sistema CFT/CRTs e protege a sociedade, especialmente nesta modalidade em que os conhecimentos prático e teórico são indispensáveis para os setores produtivos e na proteção à vida humana”, ressalta o presidente do CFT, Solomar Rockembach.

Sobre a Resolução nº 202/2022

A normativa foi elaborada levando em consideração os Decretos nº 90.922/1985 e 4.560/2002, assim como a Lei nº 5.524/1968, normas federais que dispõe sobre o exercício profissional do Técnico Industrial sem fazer menção específica ao profissional da modalidade Sistemas a Gás. A nova resolução proporciona mais um amparo para os profissionais que prestam seus serviços e protege a sociedade.

Atuação

Os técnicos industriais habilitados em Sistemas a Gás têm ampla área de atuação na economia brasileira. Um exemplo é a elaboração de projetos e instalação de tubulações de gás prediais, como as que fornecem gás de cozinha para uso industrial, comercial e residencial através de tubulações externas. O mesmo profissional também tem competência para atuar junto a empresas operadoras de campos de petróleo, contribuindo para a extração, transporte e armazenamento do GLP, tradicionalmente comercializado em botijões que substituem o gás canalizado nos pontos onde não há rede disponível.

Competências
– Realizar instalação, operação, montagem e manutenção de equipamentos de sistemas de gases combustíveis e utilidades industriais.
– Coordenar processos de utilização de equipamentos, soldagem de tubulação de polietileno, acessórios de sistemas de combustão a gás.
Coordenar manutenção, produção, transporte, distribuição e entrega de gás natural e gás liquefeito de petróleo.
– Identificar problemas e buscar soluções de geração, transmissão e distribuição de gás.
– Projetar instalações prediais de gás e de conversão entre equipamentos, além de realizar a manutenção destes sistemas atendendo às normas e aos padrões técnicos de qualidade, saúde e segurança e de meio ambiente.

Termo de Responsabilidade Técnica

Na elaboração de estudos, execução de projetos ou prestação de serviços na área de Sistema a Gás, os técnicos industriais devem emitir o Termo de Responsabilidade Técnica (TRT). O documento disponível no Sistema de Informação dos Conselhos dos Técnicos Industriais (Sinceti), é a comprovação que o profissional está registrado no Sistema CFT/CRTs, respondendo civil e criminalmente pelos atos praticados no exercício da profissão, regulamentada por leis e decretos federais.

Texto: João Vitor Galvão

Edição e revisão: Antonio Grzybowski

*com informações do CFT