...

Central de atendimento ao Técnico

0800 016 1515

Generic selectors
Somente resultados exatos
Buscar em títulos
Buscar no conteúdo
Post Type Selectors

CONHEÇA O CRT DA SUA REGIÃO:

Técnicos industriais elegem novos representantes em todo o Brasil


Técnicos industriais de todo o Brasil votam nesta terça-feira (26) para eleger as novas diretorias executivas e os colegiados de nove regionais que integram o Sistema CFT/CRTs, além dos 27 integrantes do Plenário federal. Não haverá eleição para escolha da diretoria executiva do Conselho Federal dos Técnicos Industriais (CFT), pois nenhuma chapa restou habilitada.
Outra alteração no processo eleitoral do Sistema CFT/CRTs ficou por conta do cancelamento das eleições regionais no CRT-01 (Distrito Federal, Goiás e Tocantins); CRT-05 Mato Grosso e Mato Grosso do Sul), CRT-06 (Acre, Amazonas, Rondônia e Roraima ) e dos regionais dos estados do Paraná (CRT-PR) e Santa Catarina (CRT-SC). Após deliberação do Plenário o CFT anulou os desmembramentos do CRT-01 e CRT-04, que deram origem aos regionais extintos

Falta de chapa habilitada
Na manhã desta terça-feira (26) a CEN publicou deliberação que dispõe sobre a falta de chapa habilitada ao voto para a diretoria executiva do CFT. O documento assinado pelo coordenador Sérgio Luiz Leão, pelo adjunto Francisco das Chagas de Farias Mesquita e pelo membro titular Eannes Barros Soares Júnior, orienta que as mesas escrutinadoras não deverão totalizar os votos anotados nas cédulas eleitorais para a diretoria do CFT. A validade da cédula será mantida e os votos contabilizados apenas para as chapas e candidaturas regionais, assim como para as 37candidaturas que disputam as 27 vagas do Plenário federal.

Transparência e democracia
O presidente do CFT, Wilson Wanderlei Vieira, lamenta o fato de nenhuma chapa estar habilitada para disputar o comando da autarquia federal. O técnico em edificações que preside o CFT desde 2018, reitera que o processo eleitoral foi democrático, transparente e que todos os profissionais habilitados tiveram a oportunidade de se inscrever para o pleito. “Infelizmente, alguns que pouco contribuem para o fortalecimento da nossa categoria, inclusive em situação de inadimplência, tentaram burlar o regulamento eleitoral e acabaram impedidos de concorrer. Lamentamos a judicialização do processo, mas acreditamos que apesar dos transtornos, teremos disputas limpas nos campos dos regionais e do plenário federal, enquanto aguardamos para tomada de posição sobre o futuro da diretoria do CFT”.

 

Serviço
Quem vota? Técnicos industriais em situação de regularidade no Sistema CFT/CRTs.
Onde votar? Nos locais de votação publicados nos portais oficiais de cada regional.
Como justificar ausência? Técnicos industriais terão 180 dias para justificar o não exercício do direito ao voto. Ferramenta para justificativa está em desenvolvimento.

Últimas notícias

CFT alerta sobre prazo para justificativa eleitoral

Profissionais habilitados que não votaram nas eleições do Sistema CFT/CRTs, em 2022, têm até 12 de fevereiro para justificar ausência de modo online e manter…
Ler mais...

CFT propõe integração com o Conselho de Química

Iniciativa fortalece os interesses dos técnicos Industriais e profissionais de química que atuam em diferentes áreas ligadas ao desenvolvimento social e econômico do Brasil.
Ler mais...

CFT capacita equipes de fiscalização do CRT-03

Projeto itinerante desenvolvido pela Diretoria de Fiscalização e Normas do CFT, treina equipes do regional que abrange os estados de Alagoas, Paraíba, Pernambuco e Sergipe.
Ler mais...

Técnicos industriais elegem novos representantes em todo o Brasil


Técnicos industriais de todo o Brasil votam nesta terça-feira (26) para eleger as novas diretorias executivas e os colegiados de nove regionais que integram o Sistema CFT/CRTs, além dos 27 integrantes do Plenário federal. Não haverá eleição para escolha da diretoria executiva do Conselho Federal dos Técnicos Industriais (CFT), pois nenhuma chapa restou habilitada.
Outra alteração no processo eleitoral do Sistema CFT/CRTs ficou por conta do cancelamento das eleições regionais no CRT-01 (Distrito Federal, Goiás e Tocantins); CRT-05 Mato Grosso e Mato Grosso do Sul), CRT-06 (Acre, Amazonas, Rondônia e Roraima ) e dos regionais dos estados do Paraná (CRT-PR) e Santa Catarina (CRT-SC). Após deliberação do Plenário o CFT anulou os desmembramentos do CRT-01 e CRT-04, que deram origem aos regionais extintos

Falta de chapa habilitada
Na manhã desta terça-feira (26) a CEN publicou deliberação que dispõe sobre a falta de chapa habilitada ao voto para a diretoria executiva do CFT. O documento assinado pelo coordenador Sérgio Luiz Leão, pelo adjunto Francisco das Chagas de Farias Mesquita e pelo membro titular Eannes Barros Soares Júnior, orienta que as mesas escrutinadoras não deverão totalizar os votos anotados nas cédulas eleitorais para a diretoria do CFT. A validade da cédula será mantida e os votos contabilizados apenas para as chapas e candidaturas regionais, assim como para as 37candidaturas que disputam as 27 vagas do Plenário federal.

Transparência e democracia
O presidente do CFT, Wilson Wanderlei Vieira, lamenta o fato de nenhuma chapa estar habilitada para disputar o comando da autarquia federal. O técnico em edificações que preside o CFT desde 2018, reitera que o processo eleitoral foi democrático, transparente e que todos os profissionais habilitados tiveram a oportunidade de se inscrever para o pleito. “Infelizmente, alguns que pouco contribuem para o fortalecimento da nossa categoria, inclusive em situação de inadimplência, tentaram burlar o regulamento eleitoral e acabaram impedidos de concorrer. Lamentamos a judicialização do processo, mas acreditamos que apesar dos transtornos, teremos disputas limpas nos campos dos regionais e do plenário federal, enquanto aguardamos para tomada de posição sobre o futuro da diretoria do CFT”.

 

Serviço
Quem vota? Técnicos industriais em situação de regularidade no Sistema CFT/CRTs.
Onde votar? Nos locais de votação publicados nos portais oficiais de cada regional.
Como justificar ausência? Técnicos industriais terão 180 dias para justificar o não exercício do direito ao voto. Ferramenta para justificativa está em desenvolvimento.